Logo funcef

Investimentos

FUNCEF aprova a venda de terreno comercial em Santo André (SP)

Negócio foi apreciado pela Diretoria Executiva nesta quinta-feira (24/02)

24 de Fevereiro de 2022

iStock.com

A FUNCEF aprovou a venda de um terreno comercial de 211 mil metros quadrados em Santo André, na Grande São Paulo, nesta quinta-feira (24/2). A área faz parte da lista de ativos do plano estratégico de desinvestimentos imobiliários.

Trata-se de uma comercialização direta no valor de R$ 136,3 milhões à vista, o que afasta o risco de crédito e dispensa a comissão de intermediação, cujo custo médio pode chegar a 5% neste tipo de transação.

O negócio superou em 11,31% o valor contabilizado do ativo no balanço de 2021, bem como dois laudos de avaliação independentes atualizados. A concretização da venda está condicionada à conclusão de due diligence, em que o comprador avalia em detalhes os dados do ativo, procedimento comum neste tipo de transação.

Oportunidades rentáveis

O terreno de Santo André foi recuperado pela FUNCEF em 3 de novembro de 2021, após uma ação extrajudicial exitosa coordenada pela área gestora da carteira imobiliária e a área jurídica da Fundação.

Depois de integralizar o imóvel ao patrimônio dos planos de benefícios, a FUNCEF iniciou o processo para desinvestimento por meio de chamamento a mercado, que atraiu vários dos principais desenvolvedores imobiliários do país para terrenos comerciais de grande porte.

“Estamos sempre atentos a oportunidades de negócios rentáveis. Após consecutivas rodadas, foi possível maximizar o valor de venda do terreno no melhor interesse dos participantes dos planos de benefícios geridos pela Fundação”, afirmou o diretor de Participações Imobiliárias e Societárias da FUNCEF, Almir Alves Junior.

Entre os fatores fundamentais para a decisão de venda estão a rentabilidade do ativo, oportunidades mais atrativas em outras classes de investimentos, a atual vedação de desenvolvimento imobiliário por parte dos fundos de pensão, além da redução dos riscos e a melhoria na solvência de planos maduros como o REG/Replan. 

Sobre o empreendimento

A área comercial em Santo André foi alienada a uma construtora em dezembro de 2005, mediante permuta financeira - Valor Geral de Venda (VGV), para desenvolvimento e comercialização de condomínios habitacionais e área comercial.

O empreendimento não foi adiante por conta de entraves legais e incompatibilidades financeiras, o que deixou a FUNCEF exposta ao risco de crédito da construtora até a retomada do imóvel no fim do ano passado.

Desinvestimento imobiliário

Em 2021, a Fundação começou a executar um plano estratégico de desinvestimentos imobiliários aprovado pelo Conselho Deliberativo. Esse plano prevê a venda de 94 imóveis, que representam pouco mais de 50% da carteira desta classe de ativos, avaliada em R$ 5,6 bilhões ao final do ano passado.

Desde junho de 2021, o presidente Gilson Santana e o diretor Almir Alves Junior têm visitado empreendimentos e imóveis de propriedade da Fundação. A iniciativa busca aprofundar o conhecimento sobre esta carteira de ativos, cumprindo, assim, os deveres de diligência e fiduciário previstos na Resolução CMN n.º 4.661/2018. Também permitiu identificar pendências e entraves à execução do plano de desinvestimentos.

“A experiência tem nos possibilitado focar na solução de pendências históricas e na potencialização de retorno para os planos de benefícios no fechamento de negócios, uma vez que os recursos obtidos são direcionados a outras classes de investimentos com menor exposição a risco e melhor resultado”, observou Almir Alves Junior.

A reestruturação envolve, principalmente, portfólios de terrenos, edifícios comerciais e hotéis. O objetivo é concentrar os investimentos, hoje bastante pulverizados, em regiões com economia mais dinâmica e em imóveis com valores e expectativa de retorno maiores.

Leia mais

FUNCEF aprova a venda de participação no Royal Tulip Brasília Alvorada

FUNCEF fecha a locação de complexo industrial no Espírito Santo

FUNCEF recupera quatro imóveis em distrato

FUNCEF vende sua participação no Edifício FUNCEF Center, em São Paulo

Comunicação Social da FUNCEF

Tags: carteira imobiliária funcef investimentos santo andré terrreno comercial

Mais notícias